quinta-feira, 16 de abril de 2009

Desilusão

Eu não vou dizer nomes de deputados, porque não quero estar a indicar ninguém em específico. Mas a visita ao parlamento foi uma total desilusão, em termos de saber como funciona a política em Portugal.

Quando é a vez de um deputado discursar falar, e pondo de parte o péssimo sistema de som, em que quase não se ouvia os discursos, 2 terços dos outros deputados continuavam a falar uns com os outros acerca de temas completamente díspares e a rir. Vi inclusivé uma deputada a mostrar a outra fotografias de uma menina (possivelmente da neta). São muitos os que vão lendo notícias, ou em jornais ou nos computadores novos a que têm agora acesso, ignorando o que se passa. Deputados a andar de um lado para o outro, falando e levando papéis. Uma confusão autêntica.

Só para terem uma ideia... até o Presidente da Assembleia de vez em quando pedia o silêncio por parte dos deputados, aqueles que definem as leis em Portugal, e consequentemente a nossa vida. E se a minha vida enquanto cidadão está entregue àquelas pessoas... xi, nem sei o que diga.

Tiago

4 comentários:

Isa disse...

Pois é,Tiago,eu já esperava isto.
Estupidamente pensei q.tivesse melhorado de há 3 anos para cá.
Ñ disse nada pq.tu irias descobrir.
Q.triste o espectáculo desses senhores...Falam,riem,desdobram jornais,dormitam,metem o dedo no nariz...Lamentável,é o termo certo.
Beijo.
isa.

Filoxera disse...

O que é que esperavas???
Beijos.

Patrícia disse...

Quando me contaste, achei alguma piada mas depois fiquei pensativa. Lembrei-me que a minha avó gostava de ver o debate quinzenal e por vezes explicava-me certas coisas que até à data não compreendia. Ficava fascinava pelo espaço, pelas pessoas que me pareciam cultas ( não devia estar a pensar racionalmente) , por tudo ser algo influente.
Realmente agora vejo que o que muitas vezes vemos não corresponde à realidade e transforma algo que primeiramente considero sério, numa autêntica desilusão.

Patrícia=)

Francisco Norega disse...

Tinha-te dito. Mas enfim :/