terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

A Moral - Mill e Kant

[Teste de Filosofia na 5ª Feira]

A filosofia utilitarista de Stuart Mill diz-nos que as nossas acções devem ser avaliadas pelas suas consequências, e não pelas intenções - e que devemos agir sempre para agradar ao maior número de pessoas.
Ou seja:
a) Uma pessoa que não sabe nadar atira-se ao mar para tentar salvar outra. Morrem as duas. O acto da primeira não vale de nada.
b) Um avião cheio de inocentes aproxima-se de Nova Iorque com uma bomba atómica. Deve ser abatido imediatamente, para agradar ao maior número de pessoas (os tripulantes inocentes do avião são sacrificados em nome dos habitantes da cidade).

A filosofia da moral de Kant diz-nos que as nossas acções devem ser avaliadas pelas intenções, e não pelas consequências - e que a nossa acção é moral quando agimos por dever.
a) "Se queres que os outros te respeitem, respeita os outros". Esta frase é desprovida de moral, porque a acção "respeita os outros" é apenas um meio para atingir um fim: "se queres que os outros te respeitem".
b) Dar dinheiro a um mendigo por piedade não é um acto moral - apenas é moral quando agimos em conformidade com o dever que nos imposto por nós mesmos.

Ou seja... ambas as teorias têm os seus prós e os seus contras. Isto em filosofia ou é preto ou é branco. Ando à procura de um cinzento.

Tiago

9 comentários:

Pedro disse...

Não, em filosofia não há preto, nem branco, nem cinzento, não há certezas!

;)

No meu teste de sexta-feira também saiu moral... =P

Isa disse...

Pois,a Filosofia tem destas coisas!
Aprexima-se,correndo o fim de semana! Como o tempo voa!
Beijo.
isa.

Clara Ferreira disse...

O cinzento és tu que fazes. Ou segues o branco, ou segues o preto, ou arranjas a tua própria cor. Teorias não são imposições, contrariamente aos que muitos pensam. Cada um segue o que bem entender.

Francisco Norega disse...

Filosofia é das coisas mais cinzentas que há.
Tinha grandes expectativas para esta disciplina - pensei que lá nos deixassem pensar por nós próprio. Rapidamente me desenganaram, mas explicaram-me que é útil conhecer os pensamentos dos principais Filósofos para formarmos o nosso. E convenceram-me.

O problema é que nas minhas aulas NUNCA ouvi falar de Kant, nem dos pensamentos de Sócrates, nem das teorias de Mills.
A minha stora simplesmente despeja conceitos, como se fosse detentora da verdade --' Nem nos deixa dar a nossa opinião!!! Bah!

BlueVelvet disse...

Quando encontrares, avisa:)
Beijinhos

Silêncio Pesado disse...

Filosofia: dá pano para mangas!
Beijos.

Patrícia disse...

Eu também dei a filosofia de Kant mas preferi a Pirâmide das Necessidades de Maslow. A Filosofia é a coisa mais relativa que já encontrei. Os conceitos englobam várias reflexões chegando muitas vezes a contrariar os meus próprios pensamentos. Resumindo e concluíndo: as minhas argumentos nunca passam dos 17. XD
=)

Belisa disse...

OLá :)
Eu só sei que um lápis tem madeira e por conseguinte uma cadeira de madeira é um lápis!...
É um pouco complicado...
beijos estrelados

Anónimo disse...

grande falacia, Belisa