segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Passividade perante a Vida

Estava eu ontem a escrever mais parte de uma história quando escrevo isto:

Por isso excitava-a, aquela ansiedade silenciosa. Estar a olhar para o ponteiro que se movia inquietamente, sem produzir qualquer som. Estar sentada naquela mesma cadeira, mas não a sentir, e não o querer conseguir fazer.

Hoje lembrei-me de que este parágrafo pode-me dizer muito. A minha personagem excita-se com aquela ansiedade inexistente. Estar á espera de nada, a não ser simplesmente que o tempo passe. Existem pessoas assim, na nossa realidade, apáticas à vida? Sim, existem. Talvez existam pessoas que pensam que a vida pode ser vivida de uma forma contínua, uma linha recta. Sentados á beira da estrada a ver tudo a passar. E no fim, morrer.

Sim, a minha personagem é assim. Mas, pessoalmente, quem me dera que fossem só personagens inventadas por nós que o fossem! todos ficaríamos a ganhar se entendêssemos que, no fim, a essência da vida existe, e que existe um bom motivo para cá estarmos. O problema que agora se nos deparara é: qual é a nossa finalidade?

Pode ser muito difícil de responder, mas para mim uma coisa é certa: não estamos aqui para sermos passivos. Existe uma frase que ilustra muito bem isto que estou a tentar dizer, e com ela encerro, por agora, este tema de reflexão. Esperam que percebam o seu significado.

O homem sonha, e o mundo avança.

Tiago.

4 comentários:

Sei que existes disse...

Sim, estamos cá para viver a vida... e cada um escolhe a sua forma de a viver, apesar de por vezes nos parecer algo estranho e desperdiçador do tempo que se têm de vida neste corpo fisico...
Beijo grande

Alexandre disse...

É tudo muito complicado aquilo que nos cerca mas uma coisa é certa e eu digo-o já há muito tempo: se o Homem não tivesse necessidade, por exemplo, de se alimentar várias vezes por dia, ainda estaríamos na pré-história - e foi assim, tentando superar as necessidades que tinha que o homem se foi desenvolvendo, ou pelo menos, avançando... porque já nem sabemos o que é desenvolvimento ou não!

Um abraço!!!

Filoxera disse...

Boas, estas tuas reflexões.
Bom fim-de-semana.

p a t r í c i a * disse...

Belo post, sim senhora!
Eu aqui parada à espera de entrar para uma aula(sim eu estou no computador da biblioteca!), talvez quando podia estar a estudar para a disciplina a seguir?
Em vez de estar a ser sonhadora estou a postar num blog... mas esta última não é assim tão má!
Continua, tiago.